HAHA

"Imagino que sempre se possa ter esperança."

Stephen King

"Prenda-se ao seu foco. Essa é a diferença entre uma boa pintura e apenas mais uma imagem entulhando um mundo repleto delas."

Stephen King

sábado, 19 de abril de 2014

Prazer de ler Adelia Prado

Eu quero uma licença de dormir,
perdão pra descansar horas a fio,
sem ao menos sonhar
a leve palha de um pequeno sonho.
Quero o que antes da vida
foi o sono profundo das espécies,
a graça de um estado.
Semente.
Muito mais que raízes. (Exausto)
Adélia Prado

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Um pouco de Simone...

"Que nada nos limite, que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre. Porque alguém disse e eu concordo, que o tempo cura, que a mágoa passa, que decepção não mata, e que a vida sempre, sempre continua."
Simone de Beauvoir

Mais Poesia



Se sou amado,
quanto mais amado
mais correspondo ao amor.

Se sou esquecido,
devo esquecer também,
Pois amor é feito espelho:
-tem que ter reflexo.

Pablo Neruda

FALTA DO QUE FAZER?

Tem pessoas que parecem não ter o que fazer e ficam xeretando a vida dos outros... Nessa horas, só consigo pensar no que me disse Laura, uma ex aluna:

NÃO ME INTERESSA SUA OPINIÃO. 


terça-feira, 8 de abril de 2014

Fernando Pessoa, sempre, sempre

Onde você vê um obstáculo, 
alguém vê o
término da viagem
e o outro vê uma
chance de crescer.

Onde você vê um
motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor
e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
percebendo que
cada qual caminha em
seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.

"Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho
da minha altura."
Ainda Agualusa 

Mais uma pérola de Barroco Tropical:

. “A fonte da minha dor?
Filho da puta – o que têm os outros a ver com as minhas dores?.” 
MEDO

"O Medo degrada as pessoas, meu caro jovem. Se você mantiver a pressão, semanas, meses a fio, o Medo acaba por funcionar como uma doença. Ao princípio é apenas um incómodo persistente, como uma dor de dentes, como uma dor de cabeça, uma dor que se instala no espírito, e vai corroendo tudo. Pouco a pouco a pessoa começa a alterar o seu comportamento, começa a imaginar situações de perigo. Torna-se paranóica, perde o gosto pela vida e entra em depressão. Eventualmente mata-se.”

Uma das mais brilhantes definições de medo, e não é do Stephen King, o Rei... É do Agualusa, magnífico autor, em Barroco Tropical, pag. 87 da minha edição. Depois disso, qualquer Guerra de Tronos é brincadeira...